Teste de Rich Results do Google

Rich Cards e Rich Snippets são agora… Rich Results!

Olá pessoal de SEO! O Google anunciou apenas uma nomenclatura para resultados com marcação de dados estruturados: Rich Cards e Rich Snippets são Rich Results! Confira!

Até dezembro de 2017, antes do Google anunciar o termo Rich Results, existiam 2 nomes para classificar os resultados orgânicos que exibem marcação de dados estruturados: Rich Cards e Rich Snippets:

Google Rich Cards e AMP para receitas culinárias

Além disso, dentro da ferramenta Google Search Console versão atual/anterior (que talvez ainda seja a que você está usando, pois o Google não liberou a versão nova beta do GSC para todos) cada um desses dois tipos de resultados personalizados possui uma tela específica com seus gráficos de erro e de quantidade de páginas indexadas: telas Dados estruturados e Rich Cards.

Google Search Console e opções para Dados Estruturados

Também temos a ferramenta de teste de dados estruturados, útil para validar as marcações inseridas nas páginas do site. Mas, em 19 de dezembro de 2017, o Google anunciou sua nova ferramenta de teste e nova forma única de chamar esss resultados – são todos agora Rich Results.

Ferramenta Teste de Resultados Avançados do Google

Embora a unificação de Rich Snippets e Rich Cards seja chamada de Rich Results (ou “resultados ricos”, em português), a ferramenta de teste em português os chama de Resultados Avançados, definidos como:

Os resultados avançados são resultados de pesquisa que vão além do link azul padrão e podem incluir carrosséis, imagens ou outros elementos de interface não textuais.

A nova ferramenta ainda não substitui a ferramenta de teste de dados estruturados, pois esta valida todas as marcações, enquanto o novo testador de resultados avançados do Google apenas valida marcações do tipo Receitas, Empregos, Filmes e Cursos (Recipes, Jobs, Movies, Courses). Se você testar algum outro tipo de marcação de dados estruturados, verá a mensagem “A página não está qualificada para os rich results conhecidos por este teste“. Lembrando que as marcações suportadas são nos formatos JSON-LD, microdata e RDFa.

Ferramenta de teste de resultados avançados do Google

Além disso, a ferramenta também avisa que nem todos os tipos de erros são compatíveis, já que ainda é uma versão beta:

Alguns tipos de rich results e de erros ainda não são compatíveis. Não há garantia de que os resultados serão precisos nem de que serão exibidos nos resultados de pesquisa.

Testando páginas compatíveis no Teste de Rich Results

Além de se atentar que apenas os 4 tipos acima de marcação de dados estruturados são suportados, a página que deseja testar não pode exigir login e nem ter acesso bloqueado no robots.txt. Se você precisa testar páginas protegidas por firewall ou que está hospedada localmente (não foi publicada na Internet), o Google ensina como proceder tanto para teste de Rich Results, quanto para teste mobile-friendly e teste de AMP.

Outra informação importante é que neste novo testador é possível apenas informar URL, diferente da ferramenta de dados estruturados, que permite informar URL ou colar o trecho de código que contém a marcação. Ou seja: se você quiser testar algo que ainda não foi ao ar, terá que usar a instrução do link citado no parágrafo anterior.

A exibição de marcação encontrada é bem parecida com a ferramenta de teste que já usávamos – ao clicar, exibe trecho de código em que foi declarada na página, apenas invertendo o lado da tela:

Marcação Rich Results no teste de resultados avançados do Google

Conforme imagem em destaque ao alto deste artigo, após informar a URL são exibidos links para enviar ao Google diretamente, sem utilizar o Search Console (ao clicar, exibe a mensagem “A página foi adicionada à fila de indexação. Enviar uma página diversas vezes não alterará a posição ou a prioridade dela na fila.“); visualizar como ficará no resultado de pesquisa e o código fonte da página.

Visualização de Rich Results nos resultados de pesquisa Google

Rich Results no Google Search Console

Por enquanto, não há tela alguma sobre Rich Cards, Rich Snippets ou Rich Results dentro do novo Google Search Console. Na versão atual/anterior do GSC, permanecem funcionando as telas de sempre divididas em Dados Estruturados e Rich Cards, citadas anteriormente.

A nova versão do Google Search Console é beta, e talvez ainda teremos novidades, pois no Ajuda GSC consta: “No momento, essa experiência com novo design oferece só alguns recursos. Você pode continuar usando os antigos relatórios do Search Console até que sejam fornecidas funcionalidades equivalentes.“. Portanto, até que haja uma tela listando quantidade de páginas com Rich Results e erros identificados, vamos continuar com os relatórios do tradicional GSC.

Quer aprender mais sobre SEO? Confira:

Compartilhe mais este artigo de SEO!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *