ASO: Qualidade do app como fator de ranking na Google Play Store

ASO: Qualidade do App como Fator de Ranking na Play Store

Olá pessoal de SEO! O Google publicou em seu Blog de Desenvolvedores Android itens de qualidade do App como fator de posicionamento de aplicativos na Google Play Store, confira!

Você profissional que é responsável por ASO – App Search Optimization – ou seja, SEO para loja de aplicativos, deve ficar atento aos novos fatores considerados pelo Google e checar se seu app está de acordo com a qualidade exigida para oferecer melhor navegação aos usuários de seu aplicativo.

Sabemos que o Google procura oferecer o melhor ao seu cliente, ou seja, o usuário. Segundo o Blog de Desenvolvedores Android, ao analisar as queixas dos usuários na Play Store que avaliam com apenas uma estrela, metade dessas classificações é referente ao mau desempenho do app e problemas de estabilidade. Para diminuir a insatisfação dos usuários com aplicativos Android, o gigante das buscas decidiu considerar fatores que prejudicam a performance de um app na determinação do ranking da Play Store. Como está o desempenho de seu App? Confira a seguir quais são esses fatores.

Uso de Bateria, Velocidade de Renderização e Falhas

Seu app consome muita bateria do usuário? Demora para exibir as páginas (telas)? Tem crashes (paradas) frequentes? Se a resposta é sim, seu aplicativo poderá perder posicionamento orgânico nos resultados de apps da Google Play Store para apps similares mais estáveis – ou seja, para o concorrente.

Segundo o Google, ao beneficiar em posicionamento na Play Store os apps estáveis, rápidos e que não consomem excessivamente a bateria do usuário, foi gerado resultado positivo de engajamento: mais uso do app e menos desinstalação.

Android Vitals

Mas como saber as informações de meu app sobre uso da bateria, falhas e desempenho? Na ferramenta Google Play Console há opção Android Vitals que pontua fatores de performance do seu aplicativo. É possível saber:

  • Estabilidade: taxa de ANR e de falhas;
  • Tempo de renderização: exemplos de renderização lenta (porcentagem de sessões diárias em que mais de 50% dos frames tiveram renderização maior do que 16ms) e frames de IU congelados (porcentagem de sessões diárias em que mais de 0,1% dos frames renderizaram em tempo maior do que 700 ms);
  • Uso da bateria: wake locks travados (porcentagem  de sessões de bateria em que houve pelo menos um wake lock de mais de uma hora) e wakeup excessivos (porcentagem  de sessões de bateria em que houve mais de 10 wakeups por hora).

Confira significado das siglas e termos:

  • ANR – Application Not Responding: quando o aplicativo para de responder e vemos aquela mensagem informando que o App parou;
  • Falha (crash): causada por alguma exception no código;
  • Wake Locks: wake lock é um gerenciamento que evita que o dispositivo entre em hibernação, ou seja, modo de consumo mínimo (acionado quando a tela se apaga). Aplicativos que causam wake lock impedem que o smartphone economize bateria quando não está sendo usado pelo usuário. Um app pode continuar sua execução quando o celular não está em uso, porém alguns aplicativos consomem processamento em excesso nessa situação, comprometendo a bateria do aparelho.
    • Dica: existem aplicativos para detecção de wake locks excessivos – pode ser interessante para monitorar seu app.
  • Wakeups: são alarmes configurados no App  para “acordar” o dispositivo em determinado horário. Quando esse despertador é ativado, o aparelho sai do modo de baixo consumo de energia e mantém um wake lock. Se o aplicativo dispara muitos wakeups, estes poderão drenar a bateria do smartphone.

E lembre-se: ler todas as avaliações dos usuários também lhe permitirá saber as reclamações que os levaram a classificar seu app com uma ou duas estrelas e em quais aspectos o app tem falhado, prejudicando sua posição na Google Play Store.

Para saber mais detalhes técnicos, caso seja necessário conversar com o desenvolvedor do seu app, confira a documentação do Google: Monitorar a estabilidade, o uso da bateria e o tempo de renderização do app.

 

Fonte da imagem em destaque: https://android-developers.googleblog.com/2017/08/how-were-helping-people-find-quality.html

Confira também:

Compartilhe para a sua rede! =)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *